Autor Tópico: Bienal do Livro de SP 2014  (Lida 2112 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3461
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Bienal do Livro de SP 2014
« em: Setembro 03, 2014, 08:23:45 »
Vou escrever sobre os dias da Bienal!!!

Offline Isabel

  • Padawan de Pasteleiro
  • ******
  • Mensagens: 2607
  • Avaliação de posts: +48/-37
  • Sexo: Feminino
  • Emía
    • Isa doesn't ring a Bel
Re: Bienal do Livro de SP 2014
« Responder #1 em: Setembro 03, 2014, 10:36:40 »
:eba:
I don't know half of you half as well as I should like; and I like less than half of you half as well as you deserve. (BAGGINS, Bilbo, TA 3001)
Does Isa ring a Bel? | Isa doesn't ring a Bel
facebook | goodreads | instagram | twitter

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3461
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: Bienal do Livro de SP 2014
« Responder #2 em: Setembro 06, 2014, 03:20:36 »
Das outras vezes, tive que me limitar a ir somente um dia, já que ficava meio caro pagar 30 reais só de transporte, fora a entrada e a alimentação (que está cada vez com preços mais altos lá). Dessa vez, já estando em Sampa sempre, eu poderia aproveitar e visitar um pouco todo dia, sem precisar ficar até tarde e me cansar. Era esse o plano inicial =]

Acabei indo somente nas duas sextas-feiras, no primeiro sábado, na segunda e na terça, cada dia por um motivo. Praticamente todas as idas valeram a pena, apesar dos estandes, em geral, não estarem com grandes promoções e não ter tanta variedade assim, como havia em outros anos (como estandes de sebos).

Vou falar sobre cada dia em um post, enquanto ainda tenho memória =P

Sexta-feira, 22/08

Abertura da feira! A intenção era retirar minha credencial de professor (que não só garante entrada franca, como também alguns descontos extras em estandes específicos) e dar umas voltas para conhecer bem o terreno e me preparar para a loucura que seria o dia seguinte. Cheguei perto das 13h. Fui direto da faculdade e levei uma mala para passar o fim de semana na casa de um primo em SP mesmo, pra economizar no transporte. A mala tava pesada pra caramba, pois além do básico levei o netbook e livros para a sessão de autógrafos do dia seguinte. Ela até tinha rodinhas, mas eram meio pequenas e não deslizavam direito nem no chão liso, que dirá no asfalto e calçadas tortas, então não foi possível andar com ela na feira. Tive que deixar no guarda-volumes (junto com um rim: R$15,00 só pra deixar o troço num armário, sem direito a colocar mais coisas depois).

Enfim, peguei um mapa e saí andando para ver o que tinha. Fui primeiro ver o estande da Companhia das Letras/Seguinte/Zahar, que estaria organizando a sessão de autógrafos com a Kiera Cass no dia seguinte. Confirmei com um atendente o local da retirada de senhas e perguntei sobre distribuição de marcadores da série, mas eles ainda não estavam disponíveis. Vi que tinham algumas promoções na editora, algumas bem interessantes, mas botei na cabeça que não ia comprar nada no dia. Primeiro pelo peso extra que eu não estava em condições de carregar, segundo porque ouvi dizer que havia chance de ter mais descontos no final da feira e eu pretendia fazer a festa só na outra sexta.

Perambulei por lá, peguei marcadores do último livro da série Heróis do Olimpo, que vai sair agora em outubro, no estande da Intrínseca, e com isso começou uma pequena saga atrás de todo e qualquer marcador bonito que pudesse estar disponível em qualquer estande  :dente: Não consegui tantos quanto imaginei, mas vários valeram a pena.

Aproveitei o passeio e fui anotando tudo que podia me interessar, para comparar preços em lojas virtuais depois.

Na hora da fome, passeei pela praça de alimentação em busca do melhor custo-benefício para mim, que não como muita variedade. E aí o choque, né: a coisa mais barata, em valores absolutos, era UM espetinho + UMA lata de refri por 10 reais. E nem era um super espeto mega blaster suculento. Não era ruim também, mas não valia aquele preço, de jeito nenhum.

Outro "porém" da feira era que caixas eletrônicos só estavam disponíveis do lado de fora. Eu, com credencial, podia sair e entrar à vontade, o que foi uma sorte, mas o cidadão com um ingresso comum não poderia. Achei chato isso. Nem tinha em algum lugar visível avisos a respeito disso.

Os estandes sempre cheios, fora os das editoras grandes e badaladas (Cia. das Letras, Record, Intrínseca, Leya), eram o da Top Livros, em que tudo era por 10 reais, os da Ciranda Cultural, que eram majoritariamente livros infantis por 5, 10 ou 15 reais e um outro, de uma livraria/distribuidora que não lembro o nome, que vendia de tudo a partir de 3 reais. Nesse eu dei uma espiada mais atenta em busca de livros baratos para comprar e depois trocar no skoob. Meus desejados costumam ser mais caros e trocando pelo Plus acaba sendo bem vantajoso.

Outro estande que valeu a pena para mim foi o do Conselho Regional de Biblioteconomia 8ª região. Era a primeira vez que estavam lá e conversei com 2 fiscais simpáticos, que me deram umas dicas e orientações bem bacanas. O marcador de livros deles também era lindo, peguei um só, mas queria mais =P

Eu basicamente fiquei andando à procura de algo que pudesse interessar. Saí da Bienal por volta das 17h, já prevendo que não iria realmente em todos os dias da semana seguinte.