Sociedade do Pastel

Geralzão => Humor, Piadas & Bizarrices => Tópico iniciado por: Idril em Março 10, 2010, 02:28:00

Título: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Idril em Março 10, 2010, 02:28:00
Meu querido filho Frederico
Escrevo estas poucas linhas que é para saber que estou viva.
Escrevo devagar porque sei que não gosta de ler depressa. Se receber esta carta, é porque chegou. Se ela não chegar, avisa-me que eu mando outra.
O teu pai leu no jornal que a maioria dos acidentes ocorre a 1 km de casa.  Por isso, mudamo-nos pra mais longe.
Sobre o casaco que queria, o teu tio disse que seria muito caro mandar pelo correio por causa dos botões de ferro que pesam muito. Assim, arranquei os botões e coloquei-os no bolso. Quando chegar aí, pregue-os de novo.
No outro dia, houve uma explosão no botijão de gás aqui na cozinha. Teu pai e eu fomos atirados pelo ar e caímos fora de casa. Que emoção! Foi a primeira vez em muitos anos que o teu pai e eu saímos juntos.
Sobre o nosso cão, o Rexlino, anteontem foi atropelado e tiveram que lhe cortar o rabo, por isso toma cuidado quando atravessar a rua.
Tua irmã Maria vai ser mãe, mas ainda não sabemos se é menino ou menina. Portanto, não sei se você vai ser tio ou tia.
Hoje, teu irmão Valclintone  me deu muito trabalho. Fechou o carro e deixou as chaves lá dentro. Tive de ir em casa, pegar a reserva para a abrir. Por sorte, cheguei antes de começar a chuva, pois a capota estava arriada.
Se vir a Dona Rosinha, diz-lhe que mando lembranças. Se não a vir, não digas nada.
Um beijo,
Tua mãe
PS: Era para te mandar os 300 reais que me pediu, mas quando me lembrei já tinha fechado o envelope.
Título: Re: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Isabel em Março 10, 2010, 02:33:36
PQP!
Título: Re: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Idril em Março 10, 2010, 03:10:39
Conseguiram reunir quase todas as piadas de loira numa só.
Título: Re: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Alassë em Março 10, 2010, 04:17:43
Eu tenho um arquivo com essa piada há MUITO tempo no pc (2001), mas o original era "carta de uma mãe portuguesa". Achei que soava melhor no original, hehehe.
Aqui vai a versão que tenho:

Querido filho,
Escrevo-te para que saibas que estou viva. Escrevo devagar porque não sei se tu sabes ler rápido. Bom, não vais mais reconhecer a casa quando vieres, porque a gente se mudou.
Finalmente enterramos teu avô. Encontramos o cadáver na mudança; estava no armário desde aquele dia em que ganhou da gente brincando de esconde-esconde. Hoje tua irmã Júlia teve um filho, mas como ainda não sei se é menino ou menina, não posso dizer se você é tio ou tia. Estou preocupada com o cachorro Bobby, que insiste em perseguir os carros parados: está ficando cada vez mais chato.
Que achas? Teu irmão José fechou o carro com a trava e deixou as chaves dentro; teve que ir lá em casa para pegar a chave duplicada e poder tirar todos nós de dentro do carro.
Esta carta te mando por Manolo, que vai amanhã para aí. A propósito, será que podes pegá-lo no aeroporto?
Bom, meu filho, não escrevo o meu endereço porque não o sei.
É que a última família portuguesa que morava aqui levou os números para não terem que mudar de endereço.
Se encontrares a D. Maria, dá um alô de minha parte; caso não a encontres, não precisas dizer nada.
Tua mãe que te ama:
EU

P.S.: Ia te mandar 100 escudos, mas já fechei o envelope.

Título: Re: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Idril em Março 10, 2010, 07:42:41
També machei muito mais parecida com asp iadas de portugueses, porém andam misturando piadas de loiras com portugueses de uns tempos pra cá.
Título: Re: Carta de uma mãe loira
Enviado por: Alassë em Março 10, 2010, 11:12:09
Faz de conta que é uma portuguesa loira :dente: