Autor Tópico: Entrevista 1 - Denise Lisboa de Almeida  (Lida 2871 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Smaug

  • Cacho
  • Padawan de Pasteleiro
  • ******
  • Mensagens: 2500
  • Avaliação de posts: +19/-4
  • Sexo: Masculino
    • Meu blog
Entrevista 1 - Denise Lisboa de Almeida
« em: Novembro 06, 2005, 01:45:39 »
Entrevistada: Denise "Luna" Lisboa de Almeida
Publicado originalmente em: 10 de Julho de 2005

É com muita honra que a Equipe SdP se sente ao publicar sua primeira entrevista. Confira a conversa que tivemos com a Coordenadora de Comunicação da Toca do PR, a Denise, também conhecida como Luna. Não deixe de conhecer um pouco como é a vida de uma pessoa do meio Tolkien aqui no Brasil!

1 - Queremos saber quem é você: nome, idade, onde mora, no que estuda, o que gosta de fazer. Em pequenos relatos.

Bem, meu nome é Denise Lisboa de Almeida, tenho 19 anos, e moro em duas cidades: Curitiba e Maringá (Paraná). Estudo em Curitiba, onde faço faculdade de psicologia na Universidade Federal do Paraná, entrando no 3º ano. Apesar de passar quase todo o meu tempo aqui, gosto de dizer que também moro em Maringá, pois minha família mora lá, e minhas origens são o norte do Paraná (pé vermelho forever).

Amo psicologia, cinema, livros, música, viagens, histórias, pessoas, dança, teatro. Mas não sou entendida em nada, gosto, mas não sou cult. Gosto de muitas coisas, de vários estilos. Tudo tem a sua beleza.

2 - De que jeito você conheceu Tolkien: foi uma história curiosa?

Desde sempre fui fascinada por obras fantásticas, desde os inocentes desenhos animados da Disney, até histórias mitológicas e folclóricas contada em livrinhos para crianças. Este mundo fez parte da minha vida.

Agora, o mestre dos mestres deste mundo, Tolkien, conheci através de uma matéria na folha de São Paulo, que saiu em 2000. Era uma nota pequena, falando que O Senhor dos Anéis havia ganhado o título de livro do século XX, pelo site da Amazon, se eu não me engano. Abordava também toda a influência dele no RPG e mundos fantásticos.

Ao ler, tive certeza que tinha que achar aquela trilogia, que era um marco nas histórias que eu tanto gostava. Nos mesmos dias também descobri músicas de uma banda que adorava (e adoro ainda), Blind Guardian, que tem não só músicas inspiradas nos livros do professor, como também um álbum totalmente baseado no Silmarillion, o Nightfall In The Middle-Earth. Assim começou a minha busca pelos livros, que apesar de ter sido numa época próxima do lançamento do primeiro filme, ninguém ainda tinha ouvido falar. Depois disto, nem precisa dizer. Me encantei.

3 - Nas obras de Tolkien, o que mais te atrai e faz você ler e gostar das obras do Professor?

Gosto muito de Tolkien ter criado um mundo totalmente novo, com suas raças, línguas, culturas, espíritos. Nada de "a Terra no ano 3074", coisas do tipo, onde acabamos muitas vezes encontrando coisas totalmente toscas, que não se encaixam. Mas ao mesmo tempo, sua obra é uma mitologia, e portanto envolve os mais comuns conflitos humanos, como a busca de uma origem, bem e mal, amor, ganância, amizades e traições. É realmente como se tivéssemos lido um RPG: por mais diverso que seja o mundo em que jogamos, os personagens acabam abordando os conflitos e sentimentos mais arcaicos, presentes em todos nós.

Não há como não se identificar. Ao mesmo tempo tão distante, tão próximo da gente. Incrivelmente mágico. Sem falar que Tolkien escreve muito. Além de toda a genialidade para construir este mundo único a partir de coisas já existentes (como os elfos, anões, Atlântida), ele escreve de um jeito que não há como parar de ler. Os diálogos, personagens, tudo muito bem construído, e com emoção. Gosto também de existir vida nas coisas, nas arvores, montanhas, pedras. Acredito que isto aconteça no nosso mundo também, mas lá as pessoas estão em sintonia com a natureza para perceber. Lindo. Hoje a minha vida literária pode ser dividida em a.T. e d.T: antes e depois de Tolkien.

4 - Quais livros você já leu e comprou de Tolkien? Nos relate o que você mais gostou e o que menos gostou em cada livro.

Eu tenho O Senhor dos Anéis, Silmarillion, O Hobbit, Contos Inacabados, Mestre Gil de Ham e Roverandon. Não tenho nenhuma outra obra sobre o SdA, biografias e coisas do tipo. Com certeza o livro que mais gostei foi o Silmarillion! Apesar de ser histórias muito mais simples que a do SdA (até porque senão o SdA seria um livro "super curto", perto de todo o Silma bem desenvolvido), as histórias do Silmarillion são tão ricas, com personagens tão belos, totalmente mitológicas. Explicam muito sobre um mundo tão complexo, e é fundamental para pegar a fundo o que o SdA narra. É toda a criação e desenrolar de Arda.

O SdA é uma das várias histórias maravilhosas que ocorreram neste mundo. Por mais que não sejam com tantos detalhes, isto fica por conta da imaginação de cada um. Já o que menos gostei foi Contos Inacabados... por um detalhe... são inacabados!!!! Queria tanto saber o que Tolkien teria mudado e desenvolvido, quantas histórias mais encantadoras ainda poderiam ter saído... e daí bate uma frustração! Estas narrativas ficaram de presente pro universo...

5 - Qual o personagem que você considera mais bem desenvolvido ou aquele que faz você se sentir muito feliz ao ler histórias com ele?

Esta é uma pergunta difícil, acredito que pra maioria dos fãs de Tolkien. Cada personagem tem uma peculiaridade, um encantamento, algo que me fascina. Gandalf, Galadriel, Beren e Lúthien, Faramir, Círdan... Mas Hoje vou eleger Galadriel! Ela é uma mulher forte, guerreira, ao mesmo tempo que sensível, bondosa. Ela enfrentou muitas barreiras dentro dela mesma, superando seus medos, sua ganância, sua gana de poder, para vencê-los no fim, e ser somente "Galadriel". Lindo. Acho que os desafios interiores são os mais difíceis, e ela foi uma vencedora. Ao mesmo tempo, adoro personagens secundários, como citei alguns acima.

Thorondor, o Rei das Águias, é um que me fascina muito. Os animais e seres fantásticos de Tolkien acabam sendo personagens muitas vezes esquecidos, mas são tão humanos (ou somos tão animais), que não nosso deixar de ao menos citá-los entre meus preferidos.

6 - E qual personagem você não gosta?

Não sei. Prefiro dizer o que não entendo muito em diversos personagens. Acho um pouco estranha a idéia de um é do BEM e o outro é do MAL. As pessoas são como Gollum e Sméagol. Apesar de não bruscamente divididos como nele, temos dois lados. O bem e o mal vivem em nós, e mais: é uma questão de ponto de vista. Algo bom pra mim pode muito em ser ruim pra você. É relativo. Mas consigo aceitar bem este mundo menos "sutil", já que a maioria de histórias também tem este "problema". Pode ser que na verdade o que falte seja a explicação. Melkor pode ter feito o que fez simplesmente porque queria o amor de Eru, sua atenção e reconhecimento, não entendendo porque Ele a dividia com os outros seres, que Melkor talvez considerassem menos dignos dela. Enfim, esta questão não é necessariamente um defeito. Dá para encará-la do jeito que eu prefiro.

7 - Quais são as histórias, eras, guerras e acontecimentos que você mais adora nas obras de Tolkien?

Com certeza os Dias Antigos, desde o Ainulindale até quando Earendil chega a Valinor... É tão rico, permite tanto a nossa imaginação. A história das Silmarils é um acontecimento dos mais intrigantes. É incrível a relação delas com o destino de Arda, como surge isto, e mesmo como elas são criadas. Tudo muito misterioso pra mim. Os acontecimentos derivados da criação delas simplesmente foram os maiores eventos de Arda!!! Como toda romântica também não há como deixar de fora a história de Beren e Lúthien. Não é como contos de fadas, onde a princesa espera em sua torre ser resgatada pelo príncipe encantado. Eles lutam juntos, lado a lado, para ficarem juntos. Não precisam de riquezas e palácios, nem da própria imortalidade. Imaginem um amor tão puro que faz Mandos, o próprio Oráculo, inabalável por já conhecer tudo, se compadecer. Aliás, as personagens femininas de Tolkien em geral são muito fortes, e admiro muito isto. Nossa sociedade esqueceu o feminino. Bem, mas isto é outro assunto.

8 - Quanto as comunidades que você participa e também freqüenta, como é a sua participação: o que gosta de discutir, pesquisar, ler,...?

Eu estava muito afastada dos assuntos ligados a Tolkien, porque a faculdade veio, e com ela suas leituras, obrigações, seu próprio encanto também e tornou-se uma prioridade. A própria leitura de Tolkien me despertou para novos livros e histórias, fazendo com que eu mudasse um pouco de rumo. Este ano que resolvi voltar de novo para Tolkien.

Participo do Conselho Branco, na Toca Paraná, e agora sou coordenadora de comunicação. Estamos buscando uma "revitalização" da toca, que andou meio parada, assim como eu. Achei legal os salões das Árvores e do Fogo, porque achei uma proposta interessantíssima, que além de permitir que nós mesmos façamos novas descobertas dentro das obras, atentemos a novos detalhes, rola uma discussão com outras pessoas e o que elas acharam. É muito rico. Só não participei até agora porque sou um pouco desorganizada! Da Valinor também gosto muito de ler os textos e ensaios que eles dispõe, é um material muito valioso, que é essencial para entender tudo mais completamente. A volta ao mundo tolkieniano está sendo realmente gratificante.

9 – Vamos falar agora sobre os ilustradores profissionais de Tolkien. Certamente você já deve ter visto algumas – senão muitas – ilustrações baseadas nas obras, há alguma que te marcou e que goste? E quanto aos ilustradores, há algum preferido, pelas traçadas e cores?

Sou uma pessoa completamente apaixonada por desenhos, e até meio frustrada por não ter o menor jeito para fazê-los! Mas isto faz de mim uma grande admiradora dos ilustradores... acho uma arte maravilhosa. Conheço muitos desenhos, mas meu predileto é John Howe!

Suas ilustrações são de uma cor, uma vida, parece que os personagens saem do papel. Sem falar que a visão que ele teve dos lugares e personagens é muito próxima a que eu tive ao ler os livros e imaginá-los... Pode parecer bem clichê, mas como não amar a ilustração do Gandalf na capa da edição completa?? Ele é forte, determinado, com olhos sábios, e ao mesmo tempo sereno... exatamente como eu o imagino! Gosto também de outros, como Lee e o Ted, mas além de não conhecer o trabalho deles tanto como o de Howe, são estilos diferentes, cada um com sua beleza. É questão de identificação mesmo.

10 - Sobre os Filmes, nos diga quais os aspectos que mais chamam a atenção sua em "A Sociedade do Anel" e quais aspectos que você considera importantes para alguém que venha a gostar de Tolkien pelos filmes.

A Sociedade do Anel é o melhor filme pra quem quer começar a entrar no universo de Tolkien... sendo o primeiro da trilogia, ele é o mais explicativo, pra galera se contextualizar dentro do que se passa na Terra Média. Muita gente já me disse que ainda assim é confuso, mas eu realmente não acho, creio que todo mundo está acostumado demais com filmes estadunidenses totalmente auto explicativos, que você não precisa pensar. É bom pra distrair, eu sei e também gosto, mas cinema não é só isso. E pra quem começa a gostar do Tolkien pelos filmes só tenho a dizer... Ele não é só aquilo!!!! É muito mais!!!!

Bem, voltando a sociedade, achei as reconstruções maravilhosas, talvez a melhor coisa do filme. Nem minha imaginação pensei em coisas tão belas e grandiosas... da trilogia, achei que a Sociedade teve a melhor adaptação. Eu sei que eles fizeram muitas alterações, como a Arwen levando Frodo ferido a Valfenda, cortes enormes, Tom Bombadil... Mas entendi, já que se a Arwen só aparecesse no final do filme, e casasse com Aragorn, como no livro, a galera ia ficar boiando.

Como o filme era visando o grande público, e não agradar fãs de Tolkien, as alterações não foram tão desnecessárias. O Tom Bombadil realmente foi uma pena, porque ia ser uma grande homenagem a Tolkien, colocando no filme seu personagem mais misterioso, encantando e intrigando a todos, e ficando só uma dúvida no ar... Ia ser lindo... Ia né.

11 - "As Duas Torres" é colocado em muitos ‘ranks’ como o menos melhor dos 3 filmes. E você, considera que AdT tem pouca essência e brilho de Tolkien como 'A Sociedade do Anel' e 'O Retorno do Rei'?

Com certeza!!! O menos melhor disparado!!! Pra que colocarem os Elfos no Abismo?? O que fizeram com o Faramir?? Destruíram a personalidade do cara mais honrado da Terra Média!!!! O filme tem inúmeras adaptações inúteis, totalmente desnecessárias. De novo as reconstruções são lindas, blábláblá, mas comparado com o livro... Tudo bem, saí chorando do cinema mesmo assim, mas além de emoção, foi um pouco de decepção também. Acho que a maioria não gostou muito de AdT porque ela começa no nada e termina em lugar nenhum, mas eu não vi problema nisto. A questão é que toda trilogia é assim. No primeiro volume, mostra todo o contexto em que a história vai ser passar, o início de tudo. No segundo, é a guerra, e no terceiro é a resolução de todo o conflito. Então sempre o segundo acaba perdendo um pouquinho... Quantas pessoas odiaram o Matrix Reloaded? Conheço um monte!

O segundo não tem a "filosofia", nem o "grand finale". Mas eu ainda acho que em termos de livro, o AdT não perde em nada para os outros volumes!

12 - O Retorno do Rei sofreu muitas adaptações para as Telas do Cinema. De todas as modificações, qual você achou a mais "idiota" ou qual delas você não gostou? Sentiu falta de alguma cena ou do destaque em cima de algum fato nos filmes em relação ao livro?

Com certeza o fato de Elrond ter ido entregar a espada ao Aragorn. O que foi aquilo? Pra que? Achei que perdeu um tempo enorme, que poderia mostrar outras coisas q ficaram de fora do filme, como as casas d cura, que eu gosto bastante. Ou mesmo se queriam mostrar o fato de Elrond ter "aceito" o envolvimento dele com Arwen, que mostrasse eles conversando depois da guerra, como é no livro, e achei muito mais humano, pai e filha. Mas não há dúvidas que este foi o melhor filme, foi lindo, "perfeito", emocionante. Gandalf foi realmente Gandalf neste filme, recuperaram um pouco a atrocidade que fizeram o Faramir ser em AdT, Éowyn matando o Senhor dos Nazgûl. Foi muito bom! E felizmente eles não terminaram assim que o anel foi destruído, por mais que não mostraram o Expurgo do Condado, pelo menos deram uma continuaçãozinha. O retorno do Rei é maravilhoso, é o que mais passa as emoções que o livro traz para a gente. Ah, só um comentário que não fiz nas outras perguntas: os anões se reviraram no túmulo com o que fizeram Gimli passar!

13 - Vamos falar de sua participação no meio Tolkieniano. O que uma Coordenadora de Comunicação da Toca do PR faz? Conte-nos como é estar nessa posição.

Na verdade eu ainda estou descobrindo o que é ser uma Coordenadora de Comunicação! Decidi ocupar este cargo, e fui aceita, porque queria ajudar a Toca de algum modo, já que esta andava meio capenga.

Então a Toca ainda está em fase de reestruturação e estamos buscando como fazer isto. Como a própria palavra já diz, esta coordenação busca estabelecer uma melhor comunicação entre os membros da Toca, e também para a sociedade, para que o trabalho que fazemos não seja uma coisa só para membros, mas que o mundo Tolkieniano se espalhe para todos. Está sendo uma experiência bem boa, ainda estou meio perdida, mas fazendo o melhor para voltarmos a ter uma Toca ativa e bem estruturada.

14 - Projetos, como a tradução dos Letters no Brasil, surgiram da mente de fãs para os fãs. Você, como uma fã, imagine que você tenha uma idéia de "projeto bacana" de Tolkien que venha para o Brasil ou que tivesse no Brasil, como ele seria?

Creio que o sonho de muitos fãs de Tolkien é que venham os HoME para o Brasil! Afinal, não é todo mundo que lê em inglês, e muito menos os que podem pagar para importar todos eles. Acho que isto ainda é um sonho bem distante, pois as editoras não trazem lançamentos tão grandes que não teriam muita vendagem. Até por isto que o trabalho das comunidades tolkienianas acabam por servir expandindo os fãs de Tolkien, pois daí temos muito mais chances de ter os livros dele traduzidos, como aconteceu com o Letters. A parceria com a pequena
editora que irá lançá-lo foi uma grande conquista. Afinal, eles acreditaram que nós fãs temos potencial. E temos.

Muito obrigada pela oportunidade... Não sou nada mais que uma grande fã de Tolkien, e estou lisonjeada! Obrigada...

Luna Poulain
« Última modificação: Abril 30, 2006, 10:36:49 por Idril »
Papai Noel e Coelho da Páscoa em Arda? Só no jornal mais louco de Arda: Correio Ardense, aqui na SdP!