Autor Tópico: Speedy vs ANATEL e Clientes  (Lida 4067 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Speedy vs ANATEL e Clientes
« em: Julho 03, 2009, 07:02:51 »
Hoje tá chovendo pra caramba aqui em Sampa City. E claro, o Speedy deixou de funcionar direito com isso.

Já é a enésima vez que o serviço fica aquém do desejado e prometido neste ano. Estou pensando seriamente em rescindir o contrato com eles e pensei na multa rescisória - que eu, no meu direito, não tenho o dever de pagar se o serviço prestado está uma porcaria. :gotinha:

Resolvi ésquisar sobre a Telefônica nos meus feeds e ver se tinha alguma notícia de alguma nova pane e eis que encontro no G1 mais uma da guerra entre a Telefônica e a ANATEL, que vem bem a calhar com a minha dúvida sobre a multa rescisória:


MPF recomenda que Telefônica não cobre rescisão de contrato do Speedy

O Ministério Público Federal em São Paulo recomendou nesta quinta-feira (2) que a Telefônica aceite o cancelamento do contrato do serviço de internet Speedy sem que o cliente tenha que pagar a rescisão devido à cláusula de fidelização.

“O contrato de longa duração só é justo se mantida a qualidade do serviço por todo o período prestado”, avaliou procurador da República Marcio Schusterschitz da Silva Araújo, autor da recomendação, que entende que a empresa não pode querer impor o prejuízo da sua má prestação de serviços aos consumidores.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) suspendeu a venda de novas assinaturas do Speedy no dia 23 de junho, devido às constantes reclamações de usuários sobre falhas de conexão no serviço, e pode ser retomada se o órgão regulador aprovar o plano da operadora.

Além disso, o MPF quer que a operadora não coloque o nome de seus clientes no cadastro de restrição de créditos, por débitos relativos a partir do mês de abril deste ano, enquanto não for permitida as novas vendas do Speedy pela Anatel. Outra recomendação diz respeito à melhoria da eficiência no atendimento ao consumidor pelo telefone. * Nota da Idril: a estratégia de não atender telefone durante as panes não deu certo pra eles. :rofl:

A recomendação também é dirigida à Anatel e tanto a agência reguladora têm 10 dias úteis, depois do recebimento, para responder ao MPF.

Procurada pelo G1, a Telefônica informou, por meio de sua assessoria, que ainda não tem declarações sobre o comunicado do MPF. * Nota da Idril: pra variar, eles sempre dizem que não foram informados ainda.

(...)






UHUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU!!!!

Finalmente a Telefônica está pagando por anos atendendo mal os seus clientes, por realizar péssimas manutenções de seus equipamentos e por mantes alguns funcionários ruins no quadro da empresa.

Finalmente os usuários do Speedy, os consumidores que pagam o salário de cada funcionário da Telefônica e das contratadas estão vendo os orgãos superiores agirem. A ANATEL merece uma louvável homenagem por ter proibido a venda do Speedy enquanto não melhorarem o serviço e agora por ter exigido melhoria no atendimento ao consumidor e "recomendado" a não cobrança da multa de rescisão! :clap:

Podia ser tudo assim: fez serviço caca? Então vai sofrer agora!


EDIT: E as 18:00 de hoje foi confirmada mais uma instabilidade, ma oeeeeee!
http://idgnow.uol.com.br/telecom/2009/07/02/speedy-telefonica-confirma-nova-instabilidade-no-servico-de-banda-larga/

« Última modificação: Julho 03, 2009, 09:11:12 por Idril »
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #1 em: Julho 03, 2009, 07:07:55 »
Da proibição de vendas do Speedy, segue nota oficial da Telefônica:

A Telefônica tomou conhecimento, nesta segunda-feira (22/06), por meio de publicação no Diário Oficial da União, de despacho da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinando, entre outras medidas, a suspensão temporária da comercialização do serviço Speedy.

Ao longo do dia, a empresa buscou obter, junto à Anatel, acesso aos termos do processo em trâmite na Agência, contendo o informe e a fundamentação do ato e mais informações sobre a natureza e extensão das medidas. Por volta das 18 horas, a Telefônica recebeu notificação da Anatel contendo o teor integral do despacho, sem, no entanto, ter tido acesso aos demais documentos.

Em atendimento às determinações da Anatel, a Telefônica informa que está tomando as medidas necessárias para suspender temporariamente a comercialização do serviço, por meio de sua central de atendimento, a partir da 0h desta terça-feira (23/06). A empresa também está tomando medidas para suspender a comercialização do serviço, no menor prazo possível, por meio de outros canais de vendas.

A empresa esclarece que a decisão da Anatel não impacta nem interrompe os serviços prestados aos atuais usuários do Serviço Speedy.

A Telefônica reafirma, desta forma, seu permanente respeito às instituições e à legislação brasileiras e à regulamentação do setor de telecomunicações.





E agora as medidas que eles se propuseram a colocar em prática para (ver se vai) melhorar o serviço, apresentadas em 26 de junho:


Telefônica apresenta plano de aprimoramento do Speedy à Anatel


A Telefônica apresentou nesta sexta-feira (26) o plano de aprimoramento do serviço de internet Speedy à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), em Brasília. A venda de novas assinaturas do Speedy foi suspensa na terça-feira, devido às constantes reclamações de usuários sobre falhas de conexão no serviço, e pode ser retomada se o órgão regulador aprovar o plano da operadora.

De acordo com a operadora, entre as medidas adotadas, já nos próximos 30 dias, estão melhorias na rede IP (Internet Protocol), incluindo a troca e a instalação de roteadores e equipamentos intermediários. Além disso, o plano prevê a duplicação da capacidade dos servidores DNS, que são equipamentos que fazem a conversão dos nomes dos websites para os endereços IP correspondentes. O plano apresentado à Anatel prevê medidas com aplicação em 30, 90 e até 180 dias.

A Anatel, que havia dado um prazo de 30 dias para a apresentação da Telefônica, informou que vai acompanhar o plano proposto pela operadora e verificar se ele garante a qualidade de serviço e segurança para o assinante. Mas não há um prazo definido para a aprovação ou reprovação do plano, ainda segundo a agência reguladora.

Segundo o presidente da Telefônica no Brasil, Antonio Carlos Valente, este ano a companhia está investindo R$ 750 milhões na rede do Speedy, sendo R$ 70 milhões nos próximos meses. "Estamos implementando também mudanças de procedimento, de modo a agilizar e tornar mais eficiente todo o processo de atendimento, gerenciamento de rede, instalação e manutenção", afirmou em nota.  * Nota da Idril: Não foi o que eu vi nos últimos meses.
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #2 em: Julho 03, 2009, 07:09:31 »
Se vocês tiverem algum problema com o Speedy, algum descaso, eis o link do PROCON para reclamar sobre o serviço:

http://www.procon.sp.gov.br/denunciaspeedy/
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3462
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #3 em: Julho 03, 2009, 05:34:56 »
Uau, que chique! A Telefônica tem um link só pra ela no Procon :grinlove:

Offline Proview

  • Padawan de Pasteleiro
  • ******
  • Mensagens: 2793
  • Avaliação de posts: +32/-12
  • Sexo: Masculino
    • Por Linhas Tortas
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #4 em: Julho 03, 2009, 09:41:11 »
Embora não seja muito melhor, eu fico feliz de ter Virtua :mrgreen:

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #5 em: Julho 05, 2009, 02:30:55 »
Telefônica: audiência pública da Câmara discutirá falhas em serviços

Brasília - Presidentes da Telefônica e do Procon-SP estarão presentes no encontro, que está marcado para terça-feira (7/7).

A Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática da Câmara vai realizar, na próxima terça-feira (7/7), às 14h30, em Brasília (DF), audiência pública para discutir os problemas que levaram às panes ocorridas na rede da Telefônica recentemente, tanto do Speedy, serviço de acesso à internet em banda larga, quanto da telefonia fixa.

Entre os convidados que já confirmaram presença, estão o presidente da Telefônica, Antônio Carlos Valente; o diretor-executivo da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-SP), Roberto Pfeiffer; o superintendente de Serviços Privados da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), Jarbas Valente; o ouvidor da Anatel, Nilberto Miranda; e o presidente do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento em Telecomunicações (CPqD), Hélio Graciosa. A audiência pública foi solicitada pelo deputado Julio Semeghini (PSDB-SP).

MAIS EM: http://idgnow.uol.com.br/telecom/2009/07/03/telefonica-audiencia-publica-da-camara-discutira-falhas-em-servicos/
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #6 em: Julho 08, 2009, 09:34:23 »
A Abranet resolveu entrar no meio do caos todo - e no meu ver, com um tanto de razão.


Provedores devem proteger assinantes de panes no Speedy, diz Abranet


Para evitar que os assinantes do serviço Speedy de banda larga da Telefônica sofram novas instabilidades, a Associação dos Provedores de Internet (Abranet) recomendou nesta terça-feira (7/7) que os provedores de acesso atribuam endereços de DNS (Sistema de Nome de Domínio) junto aos clientes do serviço.

"Dado o fato de que os problemas recentes na rede Speedy estão relacionados à questão da atribuição pela Telefônica dos endereços IP (Internet Protocol) dos servidores de DNS, a Abranet aponta como solução que a atribuição destes endereços de DNS seja realizada pelos provedores aos seus respectivos assinantes, durante o processo de autenticação", explica a entidade.

"A ideia é ajudar o usuário e mostrar que há uma alternativa viável junto aos provedores" afirma o presidente da Abranet, Eduardo Parajo. Segundo ele, a recomendação de uso do DNS dos mais de 150 provedores que atuam junto ao Speedy no Estado de São Paulo foi iniciada em maio deste ano, quando houve a primeira pane ligada aos servidores de nome de domínio da Telefônica.

A recomendação, segundo a Abranet, já reduziu os problemas enfrentados recentemente por conta de falhas em servidores DNS do Speedy, pulverizando os endereços entre centenas de provedores do Estado de São Paulo, que possuem seus próprios servidores DNS. "É uma forma de distribuir o excesso de carga nos servidores que foi comprovado pela própria Telefônica", observa Parajo.


FONTE: IDGNOW


Edit por Alassë: só arrumei o código de tamanho do link.
« Última modificação: Julho 08, 2009, 12:47:15 por Alassë »
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3462
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: Speedy vs ANATEL e Clientes
« Responder #7 em: Julho 08, 2009, 12:48:28 »
Não entendi direito a recomendação.