Autor Tópico: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)  (Lida 11236 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão a ver este tópico.

Offline Lady BlaBla

  • Moderador
  • ******
  • Mensagens: 106
  • Avaliação de posts: +0/-0
  • Sexo: Feminino
[Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« em: Agosto 22, 2011, 09:11:48 »
Cá venho eu novamente fazer um batismo cultural envolvendo comes, bebes e músicas típicas. É o que tem pra hoje e é o que há de melhor - a tarantella da Idril deu um toque a mais na minha inspiração pro tema deste batismo. 



São Paulo:  O centro econômico do Brasil, a maior cidade, a mais populosa. É a que detém o pior trânsito e os rios mais fétidos, um contraste com uma cultura extremamente ampla graças a mais de 70 povos diferentes numa mesma cidade. O sotaque paulistano é tido como o sotaque oficial do português brasileiro (se você não sabia disso, fico feliz que tenha descoberto agora). Também é a central gastrônimica da América Latina, possui restaurantes e "Buracos" pra todos os bolsos e gostos e também é a capital mundial da pizza.

Não é errado afirmar que Sampa é a mais italiana de todas as cidades do Brasil: de todos os povos que se misturaram na cidade, a base racial e cultural é italiana e portuguesa. O sotaque paulistano tem muito do italiano, mas sem perder um pouco do lusitanismo. E na Terra da Garoa, há pelo menos três bairros tipicamente italianos e extremamente famosos (e que serão os temas deste batismo):

Mooca


Fala-se Móca, não Múca, muito menos Môôca. Digo isso porque sempre surgem piadinhas com o nome do distrito (N.E.: distritos e bairros não são a mesma coisa. Um bairro fica dentro dum distrito). O nome é indígena e signifca "fazendo casas" (os índios que moravam na região esclamavam "moo-oca" ao verem os colonizadores construindo casas na região).

A Mooca é leonina: "nasceu" em 17 de agosto de 1556, situa-se a leste da cidade e foi um importante reduto industrial há anos e anos atrás, assim como boa parte do seu vizinho Tatuapé. Por conta desta importância industrial e econômica, a linha da estrada de ferro que ainda hoje passa pelo distrito vivia movimentada de trens de carga e passageiros.

O distrito tornou-se um bairro residencial, bem familiar, uma das partes mais valorizadas da cidade e que atrai novos moradores ano após ano. Porém, o bairro sede do simpático time de futebol Juventus, vive um problema nesse interesse de migração que, por sinal, é um problema crasso de toda a cidade: a interminável construção de novos prédios, conflitando com um interesse local de construírem casas e outros estabelecimentos (esse interesse era defendido pela prefeitura da cidade durante a gestação de Marta Suplicy, porém foi derrubado com as gestões seguintes).

A Mooca abriga a Festa Di San Gennaro, que ocorre anualmente no mês de setembro.


Brás


O Brás, bairro muito conhecido por suas ruas abarrotadas com o comércio de roupas (e camelôs!). Antigamente, também era um reduto de fábricas e indústrias - e, assim como a Mooca, há uma boa quantidade de plantas industriais antigas desativadas nos dias de hoje.

Como todos os bairros antigamente industriais na região, a malha ferroviária que passa pelo Brás (a que opera e a desativada) é cercada dos tais prédios industriais desativados. Pra quem não sacou o que eu quis dizer: aprendam que antigamente as indústrias eram construídas à borda de ferrovias e que toda a região ali segue esse padrão (o Belém, por exemplo, não é um distrito/bairro tipicamente italiano, mas continha indústrias e era morada para muitos operários).

Foi no século XX que se tornou uma referência de bairro para a comunidade italiana. Mas não pensem que foi referência só pros bambinos e bambinas, não; gregos e armênios também adotaram a região na mesma época. Foi só mais recentemente que tivemos uma adoção por chineses e, mais recentemente ainda, por bolivianos.

É no Brás que fica localizado o Museu da Imigração.

O Brás é o detentor de duas festas italianas, que ocorrem em épocas distintas: em maio, a Festa De Nossa Senhora De Casaluce; em junho, a Festa De San Vito.

Bixiga


O interessante dum dos bairros mais tradicionais da cidade, que fica no distrito da Bela Vista, é que, segundo toda a papelada administrativa, ele NO ECZISTE! Mas enfim, não é isso que nos interessa aqui.

O bairro foi formado por imigrantes italianos (quase exclusivamente) e tem como data oficial de nascimento o 1 de outubro de 1878. Os imigrantes vieram da região da Calábria e instalaram-se nessa região, porque não tinham o menor interesse em dirigir ou trabalhar nas fazendas de café do interior do estado - e a maioria era pobre. O Bixiga é o bairro mais tradicionalmente italiano da cidade até os dias de hoje: podia ser facilmente chamada de "Pequena Itália" paulistana, pois a tradição italiana é muito forte ali, além de possuir o sotaque mais italianizado de toda a cidade.

Aliás, quer sentir-se numa Roma em miniatura? Vá até a Escadaria do Bixiga!

É onde ocorre a Festa De Nossa Senhora Achiropita, comemorada desde 1926 em todo santo mês de agosto.




Os Santos

Sabemos que a religião popular e mais seguida em toda a Itália sempre foi a da Igreja Católica Apostólica Romana. E, como de praxe, o Catolicismo possui uma grande quantidade de santos - e alguns nem mesmo o católico mais fervoroso conhece.

Da mesma forma que temos no Brasil Nossa Senhora Aparecida, uma santa brasileira, a Itália possui os seus santos italianos. E são quatro desses santos os homenageados nas festas italianas de Sampa:

Nossa Senhora De Casaluce
San Vito
Nossa Senhora Achiropita
San Gennaro



MANGIA CHE TE FA BENE!

Já que conhecemos um pouquinho sobre onde ocorrem as festas, bem como um pouco de cada distrito/bairro sede, vamos partir pra comilança, brasileirada, italianada e pastelada - e segurem seus estômagos aí!

Toda festa italiana que se preze tem pratos italianos (). Mas há algumas particularidades que podem variar de uma festa pra outra.

A Itália é um país vasto em cultura, o que inclui a gastronomia deles. Por exemplo: todos gostam de massa, de macarrão. Mas em Roma, come-se macarrão com um tipo de molho preferido e/ou típico dos romanos (Alla Matriciana ou o Carbonara), enquanto em outras regiões a preferência ou o molho típico é Bolognesa, Putanesca ou o Sugo puríssimo mesmo. O mesmo vale para a pizza: a napolitana não se chama assim porque foi ou é feita em Veneza...

Tendo esse conhecimento básico em mente, você já imagina que o mesmo pode ocorrer nas festas italianas de Sampa: vai haver uma variação no preparo dos pratos entre as mammas de San Vito e as de Achiropita, bem como haverá alguns poucos pratos em uma que talvez não existirão nas outras. Citando as festas como exemplos, San Gennaro é uma festa tipicamente napolitana, enquanto Achiropita tem uma forte base calabresa.

Se você não sacou essa parte ainda, é simples: enquanto na Bahia a comida típica, o preparo e os temperos são de um jeito, no Rio Grande do Sul são de outro. Capisce?

Os pratos variam dos extremamente conhecidos pelo público em geral até os menos conhecidos: vai da pizza ao guimerelle.

Como não sei todos os pratos diferentes das quatro festas, muito menos as diferenças culinárias das mammas napolitanas pras sicilianas nestas festas (porque na teoria gastrônomica e cultura eu sei), vou me limitar a descrevê-los e citar os que eu sei que são exclusividades.

O Guimirelle é um prato típico e praticamente exclusivo da Festa De San Vito. É o famoso espetinho de fígado bovino, envolto em folhas de louro e banha rendão e assado na brasa. O prato tem origem grega e cabe aqui uma aula de história pra entender o motivo do prato ser só de San Vito: a Grécia colonizou a cidade de Polignano a Mare que, por sua vez, tornou-se domínio de Roma somente no século III a.C.. E Polignano a Mare é a cidade daonde vieram a maioria dos imigrantes italianos que se instalaram no Brás.

A Fogazza é muito mais famosa na Festa de Achiropita do que em qualquer outra. É um pastel frito, mas com massa diferente -  mais comumente classificada como uma espécie de calzone.

O clássico Spaghetti está presente em todas, mas varia de festa pra festa. Por exemplo, tem o Spaghetti A Moda Acheropita e que (ADVINHEM!) só é vendido na Festa de Achiropita.

A Fricazza (ou Ficazza) é um tipo de pizza com massa bem grossa feita à base de batata, coberta com mussarela ou calabresa. É encontrada em todas as festas.

A Ficazzella é um pastel frito recheado com tomate, mozzarella e orégano. A textura da massa não é que nem um pastel de feira: fica entre a de um salgado frito a óleo (massa de coxinha) e um assado.

Melanzana Al Forno é nada mais que berinjela ao forno: podem ir empanadas ou com queijo, em forma de lasanha e por aí vai. Pratos com berinjela são muito comuns na Itália: quem nunca comeu a clássica berinjela a milanesa por aqui? E já que o assunto é berinjela, também há o antepasto de berinjela.

Peperoni! Na Festa de Achiropita eu sei que tem o lanche de peperoni, mas não posso dizer o mesmo quanto às outras.

Pizza também. Geralmente nos tradicionais sabores mozzarella e calabresa - não vá nessas festas com a mesma intenção com a qual vai numa pizzaria.

E mais básico que Polenta, impossível! Há uma variedade delas, por sinal.

Quanto aos doces, há uma porção deles. Porém, os mais comuns são os biscoitos: Amaretti, que é uma espécie de bolinho, bem macio e geralmente feito à base de amêndoas, sendo servidos como acompanhemtno de café. Castagnelle, como o nome já indica, é feito à base de castanhas e tem origem em Bari, porém possui um monte de variações. Piccicatelle, que são rosquinhas doces ou salgadas (que tudo indica haver somente na Festa de San Vito devido também ao fato de ser um prato típico de Polignano a Mare).

E pra beber tem vinho, muito vinho! E cerveja, água, refrigerantes...



Finalmente, as festas!

Como toda festa tradicional italiana, toca-se muita música italiana (ao contrário das festas juninas brasileiras, que andam inundadas por funk carioca). Há apresentação de tarantella, inclusive!

Como todas as festas são organizadas por paróquias, bem como é sábado da devoção católica que os italianos possuem, antes da inauguração da festa há uma missa tipicamente italiana e voltada aos imigrantes italianos. Durante os demais dias das festas, é comum manter uma programação litúrgica bastante variada - daí o interessante e importante é sempre conferir no site das paróquias e festas toda a programação!

E como é de costume, as mamas possuem uma alegria contagiante. Se você não é de família italiana, não tem amigos italianos, enfim, nenhum contato com a Itália, saiba que toda festa italiana, desde aniversário e casamentos, é tudo muito alegre, regado a muita comida, bebida, dança e cantoria, praticamente tudo vira motivo de festa - vide as cenas iniciais de "O Poderoso Chefão".

Festa de Nossa Senhora De Casaluce

Raízes: Napolitana
Onde: no Brás - Rua Caetano Pinto, 608
Data: Todos os finais de semana de maio, a partir das 18:00 h.
Preços: Informe-se sempre pelo site, pois há variações anuais.
Site: http://nossassenhoras.sites.uol.com.br/nscasalu.htm

Esta é a festa italiana mais antiga da cidade - e uma das menos conhecidas, graças ao destaque que as outras três festas possuem. Ocorre desde 1900 e é realizada em homenagem a Nossa Senhora de Casaluce, uma das santas às quais os napolitanos são devotos.

Antes da festa começar, é realizada uma missa na Paróquia Maria Santíssima de Casaluce, seguindo a tradição italiana.

Quanto à comida, o macarrão parece ser o prato preferido dos visitantes. Vale muito a pena citar que há uma barraca de uma família que faz a "verdadeira pizza napolitana" - barraca da família Andreozzi.

Festa De San Vito

Raízes: Polignano A Mare, cidadezinha de Bari, sudoeste italiano.
Onde: Brás - Rua Polignano A'Maré S/N
Data: Geralmente acontece em junho e termina na segunda semana de julho, mas a data pode variar.
Preços: Informe-se sempre pelo site, pois há variações anuais.
Site: http://www.associacaosaovito.com.br

Eis aqui a maior festa popular italiana fora da Itália: chega a reunir mais de 80 mil pessoas!

A festa tem o seguinte esquema: há a parte da cantina, que é a parte interna da festa, e a parte externa, que ocorre nas ruas. Por sinal, este esquema é adotado na festa de Achiropita também. Para ter acesso a cantina, é necessário comprar um convite (entrada), enquanto a festa na rua é de acesso gratuito (pagam-se somente os pratos que deseja comer).

Dentre os pratos, o destaque fica para o Guimerelle. Aliás, tudo por lá é uma loucura de se ver e comer.

Toda a renda arrecadada com a Festa de San Vito é revertida para a Creche São Vito, que atende gratuitamente 120 crianças de 0 a 3 anos, oferecendo alimentação completa, higiene, médico e apoio psico-pedagógico.

Festa De Nossa Senhora Achiropita

Raízes: A maior parte da imigração da região provém da Calábria, sul italiano.
Onde: Bixiga - Rua 13 de Maio, São Vicente e Luiz Barreto, S/N
Data: Mês de agosto, a partir das 18:00 horas, acontecendo aos finais de semana.
Preços: Informe-se sempre pelo site, pois há variações anuais.
Site: http://www.achiropita.org.br

Mesmo esquema de San Vito: tem a cantina, aonde paga-se um ingresso que dá direito a alguns pratos, e tem a festa externa, na qual a entrada é franca mas paga-se somente o que você desejar consumir.

Organizada pela Paróquia de Nossa Senhora Achiropita, o lucro obtido na festa é revertido para vários projetos sociais da paróquia, como ajuda a creches, projetos para a terceira idade, projetos de alfabetização e até mesmo coisas relacionadas a Alcóolatras Anônimos!

Festa De San Gennaro

Raízes: Considerada uma festa napolitana.
Onde: Mooca - Rua San Gennaro e Rua Lins, S/N
Data: Setembro, ocorrendo em todos os finais de semana a partir das 20:00 h.
Preços: Informe-se sempre pelo site, pois há variações anuais.
Site: http://www.sangennaro.org.br

A festa de San Gennaro existe há 38 anos. Também tem como ideal auxiliar em projetos sociais.

A festa conta com um salão VIP onde ocorrem um show ao vivo toda noite, além de x barracas que servem: macarrão, fogazza, pizza, lanche de lingüiça calabresa, vinho, cerveja, refrigerante, churrasco, doces típicos e confeitados, além de souvenirs, diversão e distração a jovens e crianças. #retirado do site deles

Há shows como toda santa festa italiana, desta vez com destaque para Fred Rovella - que costuma ser figurinha carimbada em San Gennaro e Achiropita.

Há venda de rifas, geralmente custando R$1,00 cuja verba é vertida depois em projetos sociais.

Pelos números mais recentes, parece que no total cerca de 150 mil pessoas passam anualmente pela festa. Haja macarrão...
« Última modificação: Agosto 22, 2011, 12:38:08 por Alassë »
I don't write HTML, but I can if you like.

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #1 em: Agosto 22, 2011, 01:43:35 »
Quando li o nome do tópico, lembrei daquele livro de contos Brás, Bexiga e Barra-Funda, do Antônio de Alcântara Machado, que li no terceiro ano porque tava na lista do vestibular. É bem sobre a italianada, hehehe. Recomendo.

Quando eu morava em São Paulo sempre ouvia falar da festa de Achiropita. Se não me engano, até passava divulgação na TV. Mas nunca fomos. Não sabia que tinha tantas outras festas italianas!

Muito legal ficar sabendo um pouquinho dessas festas e costumes que fazem parte da grandeza de cultura que é São Paulo. Por pior que seja para morar lá, com sujeira, violência, corrupção e descaso político, a parte cultural é tão imensa e rica que compensa toda a parte ruim.

Se não começassem tão fim da tarde/noite, a gente podia marcar um encontro SdP numa dessas festas  =]
Meu lado formiga gostaria muito de provar alguns dos doces  :dente:

Offline Isabel

  • Padawan de Pasteleiro
  • ******
  • Mensagens: 2604
  • Avaliação de posts: +48/-37
  • Sexo: Feminino
  • Emía
    • Isa doesn't ring a Bel
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #2 em: Agosto 22, 2011, 08:00:46 »
Aceito companhia para ir em alguma dessas festas :mrgreen:
I don't know half of you half as well as I should like; and I like less than half of you half as well as you deserve. (BAGGINS, Bilbo, TA 3001)
Does Isa ring a Bel? | Isa doesn't ring a Bel
facebook | goodreads | instagram | twitter

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #3 em: Agosto 23, 2011, 11:46:03 »
Já fui na Achiropita, anos e anos atrás. Minha irmã mais velha quase ficou bêbada com um copo de vinho Góes. :lol:

Neste ano, só me resta tentar ir na de San Gennaro. Seria um local legal pra um encontro SdP, não acham? :dente:
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #4 em: Agosto 23, 2011, 04:56:05 »
Seria legal, mas da minha parte não rola, porque tarde assim não tenho como voltar pra casa depois =/

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #5 em: Agosto 24, 2011, 11:30:43 »
A gente não volta: se agarra a algum bar 24 horas. :lol:
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #6 em: Agosto 24, 2011, 12:05:32 »
Não consigo essas coisas não, tia D=

Offline Idril

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 5945
  • Avaliação de posts: +65535/-42314
  • Sexo: Feminino
    • Eu mesma!
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #7 em: Agosto 24, 2011, 12:07:47 »
Consegue sim.
EU SOU RICAAAAAAAAAAAAA!!!
:eusourica:

Offline Lady BlaBla

  • Moderador
  • ******
  • Mensagens: 106
  • Avaliação de posts: +0/-0
  • Sexo: Feminino
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #8 em: Agosto 25, 2011, 12:29:44 »
Dica da Blá Blá: tudo pra vocês é motivo para um encontro miar.

Tudo mesmo, pelo que observei pelo fórum: uma reclama da comida, outra fala que não dá pra voltar por conta do horário (e não rola ir parar num bar depois).

Quanto mimimi!

 :gagaroll:
I don't write HTML, but I can if you like.

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #9 em: Agosto 25, 2011, 04:54:53 »
Geralmente eu reclamo da comida porque não como quase nenhuma variedade mesmo. E ficar sem comer não costuma ser opção. Morar no interior para mim implica em ter que estar na rodoviária antes das 21h pra voltar pra casa. Não dá pra dormir num bar, e, bem, eu não bebo. Enfim, assunto pra outro tópico, né.

Acho que devem marcar a festa italiana sim, até pra depois comentar as impressões gerais e confirmar o que dizem os sites. Havendo interesse, a N.S. Achiropita vai até dia 04 de setembro, conferi agora no site deles.

Offline Isabel

  • Padawan de Pasteleiro
  • ******
  • Mensagens: 2604
  • Avaliação de posts: +48/-37
  • Sexo: Feminino
  • Emía
    • Isa doesn't ring a Bel
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #10 em: Agosto 25, 2011, 08:12:35 »
Eu não bebo, mas vou pro bar pela companhia :mrgreen:
I don't know half of you half as well as I should like; and I like less than half of you half as well as you deserve. (BAGGINS, Bilbo, TA 3001)
Does Isa ring a Bel? | Isa doesn't ring a Bel
facebook | goodreads | instagram | twitter

Offline Lady BlaBla

  • Moderador
  • ******
  • Mensagens: 106
  • Avaliação de posts: +0/-0
  • Sexo: Feminino
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #11 em: Agosto 26, 2011, 10:26:45 »
Gentem, bares vendem sucos, refrigerantes e água também. E há aqueles que vendem chá (quente) também. :simpatica:
I don't write HTML, but I can if you like.

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #12 em: Agosto 26, 2011, 01:28:04 »
Ah, eu sei que vendem. Mas visualizo pessoas passando a noite em um bar bebendo [álcool] e se divertindo com isso, geralmente. Não creio que o efeito do suco ou do refri seja o mesmo. Aí, se fico com sono, não tem o que fazer.

Offline Lady BlaBla

  • Moderador
  • ******
  • Mensagens: 106
  • Avaliação de posts: +0/-0
  • Sexo: Feminino
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #13 em: Agosto 27, 2011, 12:36:03 »
As pessoas vão a bares/barzinhos/baladas pra se divertir não precisam de álcool para tal. :roll:
I don't write HTML, but I can if you like.

Offline Alassë

  • Administrador
  • ******
  • Mensagens: 3458
  • Avaliação de posts: +44/-16
  • Sexo: Feminino
  • Imagine
Re: [Batismo # 3] Festas Italianas Em Sampa (VEM, GENTE!)
« Responder #14 em: Agosto 27, 2011, 03:35:02 »
Se eu não consigo me fazer entender, paciência. Mas eu não vou virar a noite em um bar, isso é um fato.